Fisioterapia

Conheça a fisioterapia respiratória e saiba como ela pode ajudar você a respirar melhor!

Você sabe o que é fisioterapia respiratória? Esse conjunto de técnicas que promete melhorar as vias respiratórias tem ficado cada vez mais conhecido, sobretudo com os casos de pandemia e doenças das vias aéreas. Ela pode ser utilizada tanto para o tratamento de doenças respiratórias mais comuns, como asma ou bronquite, por exemplo, quanto para casos mais graves, como aqueles causados pela Covid-19.

E, acredite, a fisioterapia respiratória é fundamental para um melhor desenvolvimento do quadro do paciente. Além disso, alguns exercícios e técnicas podem atuar até como atividades preventivas de fortalecimento das vias respiratórias.

Ficou interessado no assunto? Ótimo! Porque nós, da Ortoponto, preparamos um guia completo com todas as informações que você precisa ter sobre a fisioterapia respiratória! Nesse post, você vai ler:

• O que é fisioterapia respiratória?
• Objetivos da fisioterapia respiratória
• Benefícios da fisioterapia respiratória
• Como fazer e principais técnicas
• Terapia respiratória para pacientes com Covid-19

Todas as informações foram retiradas de estudos científicos e fontes de referência na área. E se você quer acompanhar outras dicas sobre saúde, fisioterapia e bem-estar, então siga a Ortoponto no Instagram! Você se mantém super atualizado!

O que é fisioterapia respiratória?

De forma bastante didática, a fisioterapia respiratória é um conjunto de técnicas de tratamento fisioterapêutico que eliminam as secreções das vias aéreas, promovem a expansão dos pulmões e fortalecem o sistema respiratório.

Esse tipo de tratamento não é invasivo e é um aliado muito importante no tratamento da maioria das doenças respiratórias crônicas, como asma ou bronquite, neuromusculares, como distrofia muscular ou paralisia cerebral, e durante o cuidado pré e pós-operatório, principalmente em cirurgias abdominais superiores.

Objetivos da fisioterapia respiratória

Com base no que já informamos anteriormente, podemos entender que a fisioterapia respiratória tem como objetivo:

• Facilitar a remoção de secreções retidas ou abundantes das vias aéreas;
• Otimizar a complacência pulmonar e evitar o colapso do pulmão;
• Diminuir o trabalho respiratório;
• Otimizar a relação ventilação-perfusão / melhorar as trocas gasosas;
• Fortalecer as vias respiratórias.

Benefícios da fisioterapia respiratória

Não tem como negar que a fisioterapia respiratória pode ser um divisor de águas no tratamento de certas doenças, além de não ser invasiva e relativamente simples de ser aplicada. De qualquer forma, vale a pena conhecer os principais benefícios da fisioterapia respiratória, assim, você não tem mais dúvidas sobre a importância dessas técnicas. Confira, então, a seguir:

• Libera as secreções da via aérea, o que faz com que você respire melhor;
• Diminui o trabalho da via respiratória, evitando sensação de cansaço;
• Fortalece o pulmão, prevenindo doenças respiratórias;
• Diminui consideravelmente o tempo de internação hospitalar;
• Melhora a chegada de oxigênio no corpo inteiro, fazendo com que ele trabalhe melhor;
• Ajuda a combater o ronco, melhorando a qualidade do sono.

Como fazer e principais técnicas

Para fazer a fisioterapia respiratória você não precisa, necessariamente, sair de casa. Existem alguns aparelhos, como os exercitadores e incentivadores respiratórios, que podem cumprir esse papel muito bem.

Ainda assim, é importante sempre ter a indicação e/ou o acompanhamento de um médico especialista ou de um fisioterapeuta. Eles são fundamentais para indicar os melhores exercícios e técnicas para o seu caso. O médico e o fisioterapeuta irão avaliar cada um dos quadros individualmente, considerando o seu caso, o seu contexto, sintomas, limitações e possibilidades.

Aliás, existem três classificações para as técnicas de fisioterapia respiratória. São elas: convencionais, modernas e instrumentais. Conheça cada uma delas a seguir!

Técnicas convencionais

A fisioterapia respiratória convencional também é conhecida como fisioterapia respiratória tradicional. Foi defendida pela primeira vez em 1915. Envolve técnicas de manipulação manual e era conhecida anteriormente como fisioterapia toráxica.

Drenagem postural

Ela pode ser feita pela drenagem postural, que envolve o posicionamento de uma pessoa com o auxílio da gravidade para auxiliar o mecanismo normal de desobstrução das vias aéreas. O posicionamento da drenagem postural varia de acordo com segmentos específicos do pulmão com grande quantidade de secreções.

Percussão

Outra técnica é a percussão, que funciona a partir da aplicação intermitentemente de energia cinética à parede torácica e aos pulmões. Isso é realizado batendo ritmicamente no tórax com a mão em concha ou dispositivo mecânico diretamente sobre a área do pulmão que precisa ser drenada.

Técnicas modernas

As técnicas modernas incluem uma variação de fluxo através do controle da respiração para mobilizar as secreções. Um dos principais exemplos de técnicas modernas na terapia respiratória é a drenagem autógena, uma estratégia de três fases:

Deslocamento: começa com uma expiração oral lenta e forçada e, em seguida, levando a inspiração para baixo volume.
Coleta: inspiração nasal consciente, seguida por uma pausa pós-inspiratória de dois a três segundos.
Eliminação: expiração nasal, seguida por uma pausa pós-inspiratória de dois a três segundos.

Técnicas instrumentais

Nesse caso, são utilizados dispositivos que ajudam a remover as secreções, fortalecendo as vias respiratórias e, assim, melhorando a ventilação do corpo humano. Os principais produtos da fisioterapia respiratória são: Respiron, Flutter, Shaker e Acapella.

Clique aqui e conheça nossa linha completa de Exercitadores Respiratórios.

Fisioterapia respiratória para pacientes com Covid-19

No caso de pacientes com doenças respiratórias, inclusive a Covid-19, a fisioterapia respiratória é indicada até mesmo nos casos mais leves. Isso porque as técnicas, como já dissemos anteriormente, além de ajudar a eliminar as secreções, também aumentam a expansão do pulmão e fortalecem as vias aéreas. E, como já sabemos, a Covid-19 ataca diretamente o nosso sistema respiratório.

De acordo com o portal Uol, a fisioterapia respiratória tem sido um aliado de destaque tanto durante o tratamento da doença quanto em seu período de reabilitação. Algumas universidades, como a UNIP e a Cruzeiro do Sul, por exemplo, têm oferecido tratamento fisioterapêutico gratuito para pacientes com sequelas após a Covid-19.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é a fisioterapia respiratória e quais são as principais técnicas, cabe-nos ressaltar que, se você estiver doente ou ter alguma doença crônica, nada disso deve ser feito por conta própria, principalmente em casos de Covid-19. É importante que você procure um especialista e faça o devido acompanhamento, pois os resultados serão muito mais positivos e precisos.

A fisioterapia respiratória preventiva, aliada a uma rotina mais saudável, pode ajudar consideravelmente no dia a dia e ampliará sua qualidade de vida!

Nós, da Ortoponto, estamos sempre disponíveis para ajudá-lo, ok? Se precisar, clique aqui e fale com a gente. Gostou desse texto? Aproveite e leia também: Asma: o que é, sintomas e como é feito o tratamento.