Saúde

Dor no cóccix: por que surge e como acabar de vez com o problema?

Se você está com dor no cóccix, nós sabemos o quanto isso é incômodo! Trata-se de um problema mais comum do que você imagina, que pode, inclusive, causar preocupação. Mas calma! Em geral, não é nada grave. Mas se a dor for persistente ou vier com outros sintomas, aí é necessário ficar em alerta.

De qualquer forma, neste artigo você terá todas as informações que precisa para entender melhor a sua dor, sintomas, opções de tratamentos e até mesmo de prevenção!

Antes de saber todos os detalhes sobre a dor no cóccix, siga a Ortoponto no Instagram e Facebook, para se manter atualizado sobre as melhores dicas de saúde e bem-estar, além de promoções e condições imperdíveis para adquirir os itens da nossa loja!

Mas, afinal, o que é a dor no cóccix?

Para quem ainda está na dúvida, a dor no cóccix é, justamente, aquela dor que incomoda na parte inferior da coluna, em especial quando estamos sentados, nos levantamos ou passamos horas em pé.

O cóccix é o último osso da parte inferior da coluna e a dor surge quando ele está machucado ou, até mesmo, com algum tipo de inflamação. Para ser mais específico, é exatamente nessa região:

Dor no cóccix

Na maior parte dos casos, é comum que a dor no cóccix melhore dentro de algumas semanas, de forma espontânea. Mas se você perceber que essa dor não passa e/ou que te atrapalha com mais intensidade na realização de atividades diárias, então é necessário procurar um médico.

Sintomas da dor no cóccix

Sem dúvidas, a principal queixa de quem sofre com isso é a dor e sensibilidade na área que fica logo acima das nádegas. Essa dor pode variar ou piorar nos seguintes casos:

• Dor constante com ocasionais dores mais agudas;
• Quando você está sentando e ao se levantar;
Ao ficar em pé por longos períodos;
• Ao fazer sexo ou cocô;
• Ao se curvar ou dirigir.

Clique aqui e conheça nossa linha completa de Almofadas para Cóccix.

Causas da dor no cóccix

As causas da dor no cóccix podem ser muitas e variadas. Ela acontece quando o próprio cóccix ou o tecido ao redor está danificado, por isso a dor. Embora em muitos casos não seja possível identificar a causa da dor, é possível destacar as causas mais comum, que compartilhamos nos tópicos abaixo:

Parto

Sim, o parto é uma das causas mais comuns da dor no cóccix. Isso acontece porque, durante a gravidez, esse osso acaba ficando muito mais flexível. E, ao dar à luz, pode ser que os músculos e ligamentos ao redor do cóccix acabem se esticando demais, resultando em uma dor um pouco mais intensa.

Queda, impacto ou pancada

É possível ferir o cóccix de muitas maneiras. Você pode se ferir, por exemplo, ao dar um chute acidental enquanto joga futebol, escorregando e caindo de costas ou sofrendo algum tipo de impacto na região.

Fique atento. É comum que a dor passe em algumas horas ou até mesmo dias, mas se a dor persistir, procure um médico. Em casos mais graves, você pode ter deslocado ou até mesmo quebrado o seu cóccix.

Lesão por esforço repetitivo

Pessoas que praticam esportes regularmente, como remo ou ciclismo, por exemplo, podem ser candidatos fortes a dor no cóccix. Isso acontece porque, nesses casos, você precisa se inclinar continuamente para a frente e acaba alongando a base da coluna. Uma vez que esses movimentos são repetidos várias e várias vezes, você acaba deixando os músculos e ligamentos ao redor do cóccix tensos ou até mesmo distendidos.

Forçar demais os músculos e ligamentos pode danificá-los permanentemente. Se isso acontecer, eles não serão mais capazes de segurar o osso e, então, você terá uma sensação contínua de dor e desconforto.

Má postura

A má postura pode ser uma das grandes vilãs da vida saudável e sem dor. Ficar sentado em posições estranhas por um longo período, enquanto você trabalha, dirige, por exemplo, pode gerar um grande desconforto porque cria muita pressão para o seu cóccix. O mesmo vale para quem trabalha ou estuda por longas horas na cama.

Para se sentar corretamente, o ideal é que você ajuste a sua cadeira de forma que seu cotovelo e braços estejam nivelados com o chão. Além disso, é muito importante manter os pés apoiados no chão. Caso isso não seja possível, é importante adquirir um apoio para o pé.

E, por fim, o maior segredo de todos: faça pausas! Não importa a posição, ficar nela por muito tempo pode causar dores e desconforto. Então levante, alongue, respire e mude um pouco de posição.

Peso inadequado

Tanto o excesso de peso quanto a magreza podem ser grandes causas da dor no cóccix. Com a obesidade, você pode ter uma pressão excessiva no cóccix. O mesmo acontece quando se é muito magro, pois, ao sentar, ou ficar em outras posições, há aumento de atrito no osso e é comum que a pressão no cóccix seja maior.

Quando procurar um médico?

Como dissemos anteriormente, é importante procurar um médico quando a dor estiver atrapalhando as atividades diárias ou se ela não passar, de forma espontânea, em algumas semanas.

Se você tiver essa dor com febre ou outros sintomas, também procure um clínico geral ou ortopedista.

Opções de tratamento

Existe uma série de tratamentos possíveis para a dor no cóccix e eles vão variar de acordo com cada caso. O melhor deles, que consideramos um aliado muito especial tanto na parte do controle da dor, quanto na prevenção é a mudança de estilo de vida. Você precisa prestar atenção à maneira como senta e à postura no dia a dia e começar a se autoeducar. Exercícios de fisioterapia também são bem-vindos.

Uma grande aliada neste sentido é a almofada para cóccix. Esse modelo específico permite uma acomodação melhor da nossa coluna, ajustando a postura e, consequentemente, diminuindo a pressão no cóccix. Isso porque ela possui um recorte estratégico na parte traseira, o que mantém o último osso da coluna suspenso ao sentar. Por ficar suspenso, não há atrito nem pressão, o que favorece no alívio da dor.

Quem já usou recomenda muito! Confira o depoimento do Ronaldo Carvalho, 45 anos, que passa muitas horas sentado por causa do trabalho:

"Eu tenho uma vida pré e pós almofada. Parece apenas um detalhe, mas é esse detalhe mesmo que faz toda a diferença na minha rotina. Desde que eu passei a usar a almofada para cóccix eu me senti mais confortável e mais produtivo. Dor nunca mais!"

Por fim, é importante deixar claro que, de acordo com a gravidade do caso, outros tratamentos podem ser necessários, como a utilização de medicamentos ou até mesmo cirurgia para a retirada do cóccix. Essas opções precisam ser avaliadas junto a um profissional especializado.

Gostou do texto? Então aproveite e inscreva-se na nossa newsletter! Assim, você recebe os próximos conteúdos diretamente no seu e-mail. E o mais importante, não enviamos spam! Somente informações de qualidade e que vão te ajudar a ter uma vida melhor.