Saúde

Asma: o que é, sintomas e como é feito o tratamento

Dificuldade para respirar, dor no peito, respiração ofegante. Se você sente isso, talvez tenha asma. A asma é bastante conhecida por ser aquela doença que, em determinados momentos, é necessário utilizar uma bombinha. De acordo com a Sociedade brasileira de Pneumologia e Tisiologia, é uma das doenças crônicas mais comuns no mundo.

Por falar em mundo, são cerca de 300 milhões de pessoas com asma vivendo nele. Já no Brasil, aproximadamente 20 milhões de pessoas são portadoras da doença. O banco de dados do Sistema Único de Saúde (DataSUS) informa que, normalmente, mais de 350 mil internações por ano, no Brasil, acontecem em decorrência da asma.

Ou seja, o que parece apenas um detalhe, tem um impacto gigantesco quando pensamos na sociedade de maneira mais ampla. Nesse sentido, é importante que você conheça um pouco mais sobre a doença para entender quais são suas causas, gatilhos, sintomas, tratamento e como melhorar a sua rotina para lidar de forma mais adequada com a asma.

Nós temos certeza que se você não tem asma, conhece alguém que tenha. Então, aproveite para compartilhar este artigo com alguém que pode se beneficiar dessa informação!

Antes de irmos para o texto, já clique aqui e siga a Ortoponto no Instagram. Em nossa página, você confere as novidades da nossa loja, promoções imperdíveis e dicas incríveis de saúde, bem-estar e acessibilidade.

Agora que você já seguiu a nossa página no Instagram e compartilhou esse texto com alguém importante pra você, vamos para a próxima seção.

Afinal, o que é asma?

A asma é uma doença crônica respiratória que afeta os brônquios, os tubos responsáveis por levar o ar para dentro do pulmão. O Dr. Dráuzio Varella explica que, nesse caso, os brônquios – principalmente aqueles mais finos, os bronquíolos -, entram em contato com substâncias irritantes e se contraem para que essas mesmas substâncias cheguem até os alvéolos.

E é justamente por isso que quando você tem asma você acaba respirando fundo – para tentar forçar a passagem de ar por esses bronquíolos fechados.

É importante ter em mente que a asma nem sempre se manifesta da mesma forma. Cada indivíduo sente de uma forma diferente.

Quais são os sintomas da asma?

Como dissemos, cada pessoa pode manifestar os sintomas de formas diferentes e em diferentes intensidades. Em determinadas épocas do ano, como no inverno, por exemplo, é muito comum que as pessoas sofram mais com a asma.

Dentre os principais sintomas, podemos citar:

• Falta de ar ou dificuldade para respirar;
• Respiração ofegante;
• Peito apertado;
• Chiado, assobio ou outros barulhos ao respirar;

Mas atenção, é importante observar os sintomas, pois, a depender da intensidade, você precisa ir ao médico! Lembre-se que asma é uma doença que não tem cura, mas tem controle! E é preciso observar os sinais, pois a asma pode ter complicações sérias, como:

Insônia;
• Diminuição da capacidade de praticar atividades físicas;
• Alteração do funcionamento dos pulmões;
• Tosse contínua;
• Agravamento da dificuldade para respirar, necessitando, talvez, de ventilação;
• Internação em hospitais;
• Efeitos colaterais em detrimento das medicações;

O que pode piorar os sintomas da asma?

No inverno, é muito comum que as pessoas tenham asma, por exemplo, porque, entre outras coisas, utilizamos roupas que estão guardadas há tempos. Isso significa que há um acúmulo de ácaros. Ácaros são organismos microscópicos que se alimentam do mofo, de pelos de animais e da descamação da pele humana.

Outro fator que pode atuar como um gatilho para a asma é o fungo. Sim! Você pode ter muitos fungos na sua casa e nem perceber. Por isso, mantenha sempre uma iluminação adequada e ventilação na sua casa.

Se você tem asma, um outro cuidado que você precisa ter é com o ar frio. Assim, evite ar-condicionado! Eles podem irritar seus brônquios e provocar uma crise.

Doenças virais também podem potencializar a asma, como gripes e resfriados. Inclusive, em tempos de pandemia, é fundamental ter os cuidados redobrados.

Uma notícia recente do Portal Uol aponta, ainda, que a obesidade e o sedentarismo podem agravar os sintomas da asma. Ou seja, você precisa ter uma rotina saudável para combater o problema.

Pessoas asmáticas podem ter animais?

Especialistas reforçam que, infelizmente, animais como gatos e cachorros não são indicados para quem tem asma. Mas nós sabemos o quanto é difícil ficar longe desses bichinhos tão fofinhos! Por isso, o ideal é mantê-los distantes da sua cama, ok?

Tratamentos para asma

Como dissemos antes, não há cura para a asma. Por outro lado, existem algumas formas de tratamento.

O melhor tratamento deve ser indicado por um médico especialista e seguir estratégias individualizadas, de acordo com o contexto que você está inserido. De qualquer forma, existem alguns equipamentos que podem facilitar a sua vida. Para ajudá-lo, separamos alguns itens importantes para a sua rotina.

Um dos mais comumente utilizado é o exercitador respiratório, que pode ser utilizado no seu dia a dia para fortalecer os pulmões e melhorar a sua performance na respiração. Esse respirador pode, inclusive, ser utilizado por crianças. A Ortoponto tem um modelo infantil que deixará esse exercício muito mais divertido para os pequenos!

Para os medicamentos, é importante ter um espaçador para quem utiliza aerossol. Ele, junto ao medicamento, que formará a famosa “bombinha”. Para utilizá-la, é necessário agitar o medicamento e encaixar no adaptador, colocar o equipamento na boca e pressionar a bombinha para liberar a dose do medicamento. Em seguida, basta respirar – devagar – pela boca e retirar a bombinha.

No espaçador da Ortoponto, você pode deixar o medicamento, sem nenhum problema. Mas alguns modelos não permitem isso, portanto fique atento. Também é bom lembrar que esse adaptador deve ser utilizado individualmente e higienizado logo após sua utilização.

Conclusão

A asma parece uma doença simples, mas requer alguns cuidados que estão relacionados diretamente aos sintomas da doença e à qualidade de vida em geral. Vale a pena conferir dicas para aumentar a imunidade e tirar um tempo para cuidar de você e da sua saúde. Afinal, só podemos cuidar de quem amamos se estivermos bem!

Para melhorar a qualidade de vida e aumentar a sua imunidade, clique aqui e leia o artigo completo que preparamos para você.